domingo, 18 de novembro de 2012

Xarope, poesia infantil

Xarope, poesia infantil
Bruxinha quando tem tosse
não quer saber de xarope.
Toma uma xícara de chá
de rabo de lagartixa,
com maxixe ralado na lixa.

De noite ela tosse, tosse
e a bruxa chefe se queixa:
- Não seja extravagante,
toma logo expectorante
ou lhe dou suco de ameixa
misturado com laxante!

Enrolada em seu xale xadrez,
a chefe conta um, dois, três
e a bruxinha engole o xarope
todinho de uma só vez.

(Lenise Resende)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Postagens populares

Google+ Badge

Prestação de serviço

  • "TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DE:"
  •